Endodontia

Tem alguma dúvida sobre endodontia? Aqui na Odontologia Wolcoff você conta com os melhores profissionais em endodontia e outras áreas.

Quero Agendar

Endodontia

Sabemos que a saúde bucal é fundamental para a saúde das pessoas como um todo e, além disso, é uma questão importante na nossa autoestima. Na parte funcional, ter dentes saudáveis garante uma melhor digestão, pois os dentes têm a função de quebrar os alimentos. Já na parte estética, ter dentes saudável e alinhados garante um sorriso mais harmonioso. A endodontia é uma importante área da odontologia que trata a raiz do dente na tentativa de evitar sua perda, com isso mantendo a saúde bucal em dia. Vamos falar um pouco desta especialidade abaixo, confira:

As partes dos dentes

Os dentes têm a função de mastigar, prender e triturar os alimentos: nós, humanos, possuímos 32 dentes, sendo 8 incisivos, 4 caninos, 8 pré-molares e 12 molares. Cada tipo de dente tem atuação diferenciada: por exemplo, os caninos perfuram os alimentos, enquanto que os incisivos cortam e os molares trituram. Basicamente, o dente pode ser dividido em 2 partes: a coroa (parte visível do dente, mais externa) e a raiz (parte do dente mais inferior, que fica em contato com os ossos da mandíbula e maxila). Em uma vista longitudinal do dente (como se o cortássemos ao meio na vertical), temos ainda as seguintes estruturas:

  • Esmalte: parte mais externa e mineralizada do dente;
  • Dentina: parte que forma o corpo do dente e sustenta o esmalte;
  • Polpa: parte mais interna, avermelhada, que tem a função de tornar o dente reativo a estímulos.
  • O que é a endodontia

    A endodontia é a área da odontologia que estuda e trata da parte interna do dente, ou seja, a polpa dentária. Esta região é onde se situam os nervos e vasos sanguíneos do dente. A endodontia é o que conhecemos popularmente por tratamento de canal e consiste na limpeza, desinfecção e obturação dos canais radiculares.

    Indicações para a endodontia

    A endodontia é uma especialidade indicada para casos de:

  • Cárie em estado avançado;
  • Procedimentos dentários repetitivos;
  • Doença periodontal avançada;
  • Traumas dentários;
  • Bruxismo;
  • Abscessos;
  • Cistos .
  • O que é a cárie

    A maior parte dos casos de endodontia se refere à cárie. A cárie é uma degeneração do dente que, se não tratada a tempo, pode levar à perda deste. A cárie acontece pela fermentação de restos alimentares por bactérias: esta junção de bactérias, saliva e restos de alimentos forma o que chamamos de biofilme no dente. O biofilme começa a se formar logo após a alimentação e, inicialmente, é de fácil remoção (por isso a indicação de escovar os dentes após as refeições).

    Quando não removido, o biofilme produz ácidos que desmineralizam o esmalte do dente, favorecendo assim a entrada de micro-organismos no esmalte e dentina, até chegar à polpa do dente se não tratado. Nos primeiros estágios, não costuma causar dor, pois as regiões do esmalte e dentina não possuem inervação. Quando a cárie atinge a polpa do dente, causa bastante dor, pois é na polpa que estão localizados os nervos dentários.

    Sintomas da Cárie

  • Dor que aumenta ao ingerir doces, alimentos ou bebidas frios;
  • Aparecimento de “furinhos” nos dentes;
  • Aparecimento de manchas amarronzadas ou esbranquiçadas nos dentes;
  • Sensibilidade ao toque.
  • Fatores de risco para aparecimento da cárie

    Alguns fatores favorecem o aparecimento de cáries, como os seguintes:

  • Localização dos dentes: a cárie tem maior incidência nos dentes molares e pré-molares, pelo fato destes estarem localizados na parte mais interna da boca (mais difícil de higienizar);
  • Tipo de alimentos e bebidas ingeridos: alguns alimentos ficam mais facilmente presos entre os dentes, como o mel, açúcar, bolos e biscoitos;
  • Escovação inadequada: a escovação inadequada não remove os resíduos alimentares que favorecem a fermentação por bactérias;
  • Não utilização de flúor: o flúor é uma substancia que atua na remineralização da superfície do dente;
  • Boca seca: a saliva auxilia na remoção dos restos de alimento e ajuda a combater os ácidos que degeneram o dente. Medicamentos que diminuem a produção de saliva favorecem o aparecimento de cáries;
  • Azia e transtornos alimentares: nestas condições, há a presença de ácidos do estômago sobre os dentes, o que desgasta o esmalte dentário.
  • Diagnóstico da cárie

    O diagnóstico da cárie deve ser feito por profissional qualificado. Como o início do desenvolvimento da cárie é indolor, o paciente pode perceber o problema apenas quando em estágio avançado: por isso são tão importantes as consultas periódicas ao dentista. Além disso, ao consultar um profissional competente, é possível perceber uma cárie de tamanho muito pequeno (não perceptível a olho nu) ou que se localiza em locais de difícil acesso. A Odontologia Wolcoff conta com a tecnologia da câmara intrabucal, que amplia em 60 vezes a imagem que vemos a olho clínico, proporcionando a identificação da cárie em estágio inicial e imperceptível a olho nu.

    Tratamento de canal

    Os dentes atingidos por cárie exigem necessariamente tratamento odontológico: não há remédio caseiro para a cárie. O tipo de tratamento depende do estágio da cárie, de qual região do dente esta atingiu: em casos iniciais, pode ser realizada uma remineralização, sem necessidade de restauração do dente. Nos casos mais graves, nos quais a cárie já atingiu a polpa dentária, é necessário realizar o tratamento de canal, no qual o dentista irá anestesiar, limpar a região afetada, retirar a cárie, desinfetar, obturar o canal do dente e preparar a região para a restauração.

    A restauração é a utilização de resinas ou prótese dental (quando indicado) para devolver o formato do dente e não deixá-lo exposto a novas infecções. O procedimento pode durar uma sessão em casos mais simples; em casos de necrose ou infecção, podem ser necessárias algumas sessões.

    O tratamento de canal é realizado da seguinte forma:

    Primeiramente, a região a ser tratada é anestesiada. Como o tratamento de canal atinge regiões mais profundas do dente, onde há inervação e sensibilidade, pode ser um processo doloroso, necessitando assim de anestesia. Em seguida, para chegar até a polpa dentária, o profissional faz um acesso na coroa do dente utilizando a broca.

    Com o auxílio de limas, a infecção e a polpa atingida são retiradas. No mesmo processo, a cavidade é limpa e modelada (raspada) para receber o material de obturação (fechamento do canal) – o cimento odontológico. Este é um processo muito importante para que não fique nenhum resíduo de bactérias. Após o preenchimento do canal com cimento odontológico, a parte da coroa é restaurada. Para isso, são utilizadas resinas restauradoras que preenchem o acesso devolvendo a forma do dente. Em dentes mais atingidos e/ou fragilizados, a prótese dental é indicada.

    Para o sucesso do tratamento, é importante o acompanhamento radiográfico, comparando as radiografias antes e após o procedimento, verificando assim a presença de infecção residual. Se isso acontecer, o processo infeccioso recomeça e pode haver complicações.

    Um dente com endodontia (com canal tratado) fica fragilizado, mas com o correto cuidado pode durar a vida inteira. Mesmo tratado, este dente necessita de cuidados de higiene (escovação e fio dental) e exames periódicos, para se evitar outros problemas futuros. Como a polpa é a região do dente que abriga os nervos e a nutrição do dente, após o tratamento de canal o dente perde a sensibilidade e fica mais suscetível a fraturas.

    A cárie é um problema que pode ser grave para a dentição como um todo, pois pode afetar mais de um dente de forma permanente, até mesmo levando à perda do dente. O ideal para se evitar a cárie é investir na higiene bucal (correta escovação e utilização de fio dental) e nas visitas periódicas ao dentista. Em casos de agravamento da cárie, no qual é necessário o tratamento de canal, também é de extrema importância a consulta a dentistas qualificados e competentes.

    Aqui na Odontologia Wolcoff você encontra o melhor em endodontia e outras especialidades da odontologia: clique aqui e agende seu horário.


    Agende uma consulta, ligue: 41 3206.4241

    AGENDAR
    Agende seu horário
    Enviar via WhatsApp